SINJUR repudia ofício do TJRO e Assembleia Extraordinária está mantida

0

A Diretoria do SINJUR, recebeu no início da tarde de hoje (23/4) o Ofício Circular n. 006/2013/GAB/PR, no qual consta que não serão consideradas administrativamente justificadas as ausências dos servidores para participarem da Assembleia Geral Extraordinária dessa quarta-feira (24/4).

 

A Diretoria do SINJUR repudia esse expediente que é claramente uma forma de assédio moral. Todo o procedimento de praxe para a realização da assembleia foi realizado, como a comunicação antecipada ao TJRO e a publicação em jornal de grande circulação.

 

“É um absurdo isso! Os auxiliares do Presidente tem que avisá-lo de que de acordo com a LC 68/92, não precisamos de autorização da Administração para realizarmos a nossa assembleia, desabafou Chagas Teixeira, Diretor de Finanças do SINJUR.

 

“Isso é uma tentativa clara de desestabilizar a nossa assembleia, ainda não é a greve, mas pelo jeito será em breve”, disse o Diretor Administrativo do SINJUR, Vladir Carvalho.

 

“A assembleia de amanhã está respaldada por lei. É uma assembleia com indicativo de greve. Submeter os trabalhadores do TJRO a um ato desses é retroagir a uma época desagradável na História Brasileira: a ditadura, quando as liberdades individuais e coletivas foram ceifadas pelo uso arbitrário do poder”, afirmou o Presidente do SINJUR, Francisco Roque.

 

O Dr. Andrey Cavalcante, Presidente da OAB-RO, esteve na sede do SINJUR, manifestando preocupação com os rumos que o movimento poderá tomar após a assembleia e se pôs à disposição da categoria para intermediar uma negociação com o TJRO, o que prontamente foi aceito.

 

A assembleia está mantida e caso algum trabalhador tenha problema em decorrência da participação nesta assembleia a Assessoria Jurídica do sindicato tomará todas as providências cabíveis.

 

A Diretoria do SINJUR reafirma que sempre esteve à disposição da Administração do TJRO e ainda está, para a qualquer momento restabelecer as negociações de forma efetiva, a fim de que seja possibilitada a construção de uma proposta razoável a ser submetida aos trabalhadores do Poder Judiciário.

 

 

“Não tenho medo do grito dos maus, mas sim do silêncio dos bons”

(Martin Luther King Jr.)

 

Veja abaixo o Ofício 41/2013/PS, protocolado na presidência, que comunica a realização da Assembleia Geral Extraordinária

 

 

 

Veja abaixo o Edital de Convocação N. 02/2013, que comunica a realização da Assembleia Geral Extraordinária

 

 

 

 

Veja abaixo o Edital de Convocação N. 02/2013, publicado em jornal de grande circulação em 23/4 (O Estadão do Norte)