SINJUR realiza videoconferência em prol da segurança dos oficiais de justiça

0

No dia 04/06/2020, às 10h, fazendo uso do aplicativo Google Meet, o SINJUR, por meio dos Diretores Gislaine M. Caldeira e Amauri C. Koike, participou de videoconferência com o Gabinete de Segurança Institucional, na oportunidade representado pelo Magistrado Glodner Luiz Pauletto (Diretor do GSI).

O objetivo do encontro foi de tratar da segurança dos oficiais de justiça durante o cumprimento de ordens judiciais, sobretudo aquelas que precisam ser realizadas no período noturno, a exemplo de medidas protetivas de urgência.

A reunião contou, também, com a participação dos Senhores Fabiano Paiva Dias (Coordenador da Coseph), Cel PM R/R Hilton José de Santana Pinto (Coordenador da Coinc) e TCel PM Marcos Cleiton Freire Lopes (Assessor Militar do TJRO), bem como, da Oficiala de Justiça Galdiana dos Santos, lotada em Porto Velho, profunda conhecedora da realidade da Capital.

O tema em pauta era uma antiga reivindicação da classe, cuja solução foi requerida ainda no começo da atual gestão do sindicato, por meio do SEI n. 0009572-23.2018.8.22.8000, afinado com determinação advinda do CNJ.

Ao fazer uso da palavra o Magistrado frisou que as medidas de segurança tomadas pelo Gabinete também devem atender aos servidores do Judiciário, em especial os oficiais de justiça, dada a natureza externa da atividade e dos riscos envolvidos.

A reunião foi exitosa no sentido de servir para restabelecer a ponte indispensável com o Gabinete de Segurança, bem como, se iniciar a construção de estreitamento de laços com a Polícia Militar, tanto na Capital, quanto no interior.

Além de o Chefe do Gabinete Institucional ter dado ciência ao Sindicato da aquisição de coletes balísticos, disponíveis para o uso dos Oficiais de Justiça, ao final também foi discutida a possibilidade de se ministrar curso para os Oficiais de Justiça, atinente à segurança pessoal e técnicas capazes de ajudar os profissionais em questão no cumprimento de mandados judiciais que envolvam/ou tragam riscos à integridade física, e.g., reintegração de posse e retirada de agressores do lar.

Ficou convencionado na videoconferência, que o SINJUR ficará responsável pela logística, no sentido de fornecer estrutura, (auditórios), hospedagem e “coffee breake”.