Sinjur completa 25 anos em franca luta pela transposição e pela isonomia salarial

0

 

 

No dia 13 de maio de 1989, um grupo de corajosos trabalhadores do Poder Judiciário se reuniu para criar o que hoje é uma das maiores entidades representativas de classe de Rondônia, o Sinjur. Nesses 25 anos, completos nesta terça-feira, o sindicato dos trabalhadores no Poder Judiciário do Estado de Rondônia tem se dedicado ao seu fundamental propósito, lutar em prol dos direitos dos servidores da Justiça Estadual.

 

Para comemorar a data, o bolo e as velas foram substituídos pelo empenho, em mais uma empreitada em favor dos trabalhadores. Nesta terça-feira, ao invés de festejar, o Presidente do Sinjur se articula em Brasília, em conjunto com parlamentares e representantes dos outros sindicatos que representam trabalhadores dos poderes, para exigir do Governo Federal o início imediato da transposição dos servidores em suas especificidades.

 

Nesses 25 anos, o Sinjur tem conquistado inúmeros filiados, tornando-se uma entidade forte e representativa, como todo bom sindicato deve ser. Fortalecido pela categoria, a entidade conquistou poder e legitimidade que o capacita a defender com vigor os direitos da classe e a garantir benefícios aos filiados através de convênios com entidades parceiras. É com esse poder de representatividade que, junto a Fenajud, o Sinjur pleiteia, também em Brasília, a instituição do Estatuto Único dos trabalhadores da Justiça, o que num futuro próximo, deve garantir isonomia, inclusive salarial, aos trabalhadores.

 

No que se refere ao trabalho em âmbito regional, destaque que não pode deixar de ser feito é o projeto de interiorização do sindicato, que se efetivou com a construção da Subsede em Ji-Paraná e a realização de reuniões e congressos nas Comarcas, o que privilegia, sem distinção de localidade, todos os filiados.

 

Na mensagem aos trabalhadores, pelos 25 anos de seu defensor maior, o presidente do Sinjur, Francisco Roque, conclama toda a categoria a acreditar mais no poder do sindicalismo, sendo coesos e uníssonos nas decisões aprovadas em assembleias e nas ações de iniciativa da diretoria. “Em nenhum momento nosso sindicato adotará posição arbitrária ou que venha a contrariar o interesse do trabalhador. Nós da atual diretoria, não somos políticos, somos servidores que buscaram, através do voto honesto e transparente, lutar pelos direitos da classe, tendo sempre em mente que juntos podemos mais e o serviço é a única forma de conquistar o respeito e a confiança de quem nos propomos servir. E mais uma vez eu digo: Quem defende os servidores é o Sinjur!”

 

Neste aniversário de 25 anos, quero parabenizar toda a categoria, porque, se chegamos até aqui, foi porque houve o empenho dos trabalhadores, parabéns a nós trabalhadores e estejamos unidos para conquistar ainda mais.

 

 

 

Francisco Roque

Presidente