Reposição Salarial: Presidente do SINJUR participa de reunião no TJRO

0

No início da noite desta terça-feira (23/4), o Presidente do SINJUR, Francisco Roque, participou de reunião com o Presidente do TJRO, Desembargador Roosevelt Costa e com o Presidente da OAB-RO, Dr. Andrey Cavalcante. A reunião foi realizada no Tribunal de Justiça e foi proposta pelo Presidente da OAB-RO, que está preocupado com a possível greve no Poder Judiciário. Os temas abordados foram alguns itens da pauta de reivindicação dos trabalhadores.

 

Foi informado ao Presidente do TJRO que a assembleia está mantida e será realizada em todas as Comarcas do Estado. Foi informado ainda que nesta assembleia deverá ser definida a data do início da greve, que será dia 13/5, e que ainda terá que ser deliberada por todos os trabalhadores nas Comarcas do Estado, destarte, tempo mais do que suficiente para que a Administração tome alguma providência com o objetivo de atender o pleito dos trabalhadores, que no momento é a reposição salarial e o aumento do valor do auxílio saúde.

 

O Presidente Roosevelt, assumiu o compromisso de enviar para o próximo Pleno Administrativo, a proposta do aumento do valor do auxílio saúde. Quanto ao índice do percentual da reposição salarial o Desembargador afirmou que definirá em duas semanas.

 

“Falei ao Presidente do TJRO que a assembleia está mantida e será definida a data de início da paralisação geral por tempo indeterminado, que provavelmente será dia 13/5, portanto, tempo suficiente para a Administração trazer a reposição salarial e o aumento do auxílio saúde ao trabalhador que tanto merece e necessita”, afirmou o Presidente do SINJUR, Francisco Roque.

 

A participação do Presidente da OAB-RO, Dr. Andrey Cavalcante foi importante, pois viabilizou um diálogo, com o objetivo de evitar uma possível paralisação no Judiciário e com isso pode compreender melhor o pleito dos trabalhadores do TJRO . “A OAB se compromete a fortalecer as propostas do orçamento do Judiciário para 2014, por meio de uma conscientização, junto aos demais Poderes”, disse Andrey Cavalcante.

 

Os trabalhadores do Poder Judiciário também tem a preocupação de não prejudicar a sociedade rondoniense, mas não podem ser penalizados pela Administração, que não quer trazer um direito garantido constitucionalmente, que é a reposição salarial. Participaram também da reunião Diretor de Finanças do SINJUR, Chagas Teixeira e o advogado Fernando Maia, Tesoureiro da OAB-RO.

 

Resposta ao Ofício Circular

Na ocasião o Presidente Francisco Roque entregou nas mãos do Presidente do TJRO a resposta ao Ofício Circular n. 006/2013/GAB/PR.

 

 

 

Veja o Ofício protocolado abaixo