Presidente do Sinjur defende adequações ao novo prédio do Fórum para melhor conforto dos servidores

0

RONDÔNIA – O Sindicato dos servidores do Poder Judiciário- SINJUR, em vista de gritantes inadequações relatadas pelos serventuários, quanto a acessibilidade do novo Fórum Geral Desembargador César Montenegro, e já constatadas por laudo técnico especializado de engenharia, fez gestões ao desembargador presidente do TJ/RO, solicitando urgentes adequações na Unidade que permitam melhor conforto e dinâmica movimentação no interior do prédio.

Conforme relatado pelo engenheiro que realizou o laudo de vistoria, há premente necessidade de que seja feito o rebaixamento das tampas de tratamento de esgoto, bem como do poço artesiano, além das respectivas sinalizações.

Para o engenheiro que assinou o laudo, é necessária obra de calçamento com as marcações de acessibilidade, conforme preconiza a norma NBR 9050/04.

Na visão do profissional, se faz urgente também, a criação de uma passarela coberta, em estrutura metálica sob a escada do estacionamento, a fim de que os servidores não sejam expostos às intempéries da natureza, como amiúde vem ocorrendo.

O laudo relata que serventuários são obrigados a passar perto de caixas de esgoto, dotadas de recorte bastante alto e não sinalizadas por meio de trajeto sem a necessária acessibilidade e, ainda, submetendo-os a inalação de mal cheiro, risco de queda, tudo em flagrante desrespeito às normas vigentes da espécie.

Além disso, várias outras situações objeto de reclamações por parte dos servidores, foram tratadas com o M.M. juiz Dr. Elisir Bueno da Silva, juntamente com o auxiliar de administração Gilson José da Silva que informaram aos dirigentes sindicais que algumas providências sobre o assunto em tela, já estavam em andamento.

A presidente do SINJUR – Gislaine Caldeira, acolheu com simpatia todas as reivindicações levadas ao seu conhecimento e destacou dentre algumas prioridades, a abertura de mais uma porta para facilitar o trabalho dos servidores da CPE – Central de Processamento Eletrônico, uma vez que a edificação possui apenas um acesso para atender um número elevado de pessoas, as quais, reclamam também da falta de janelas.

Na opinião da dirigente do SINJUR, o ideal seria a aquisição de painéis de paisagens o que tornariam, inclusive, o ambiente mais aconchegante, com adequada luminosidade, além de agregar ao ambiente de trabalho mais humanização.

SEI_0001741_50.2020.8.22.8000

SEI_0001741_50.2020.8.22.8000 – LAUDO