Sinjur e Associação Amigos firmam parceria para oferecer campo de futebol coberto a sindicalizados e associados

0

O Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário de Rondônia (Sinjur), por meio do diretor de desporto e lazer, Geomar de Souza Amorim, firmou parceria com a Associação Amigos para oferecer, aos filiados das duas entidades, campo de futebol com área coberta para realização de jogos amistosos e, possivelmente, campeonatos.

A parceria foi firmada nesta quinta-feira, 11/1, durante reunião entre o diretor de desporto do Sinjur, o diretor de esportes da Amigos, Vagner Chagas, e o diretor do Departamento de Saúde do Tribunal de Justiça (TJRO), Alex Castiel. O pagamento pela utilização do campo será feito de forma solidária por ambas as entidades, metade para cada, conforme pactuado entre os seus presidentes, Gislaine Caldeira, do Sinjur, e Antoninho Santana, da Amigos.

Segundo Geomar de Souza, o objetivo é que a categoria possa se confraternizar e aproveitar parte do tempo livre com a realização de práticas esportivas. “O campo já estará à disposição dos desportistas a partir deste sábado, 13, quando serão realizados jogos com participação livre de filiados do Sinjur e associados da Amigos”, explicou.

Os jogos acontecerão das 10h às 12h, no Sports Baggio, localizado na Rua Tomás Gonçalves, número 5229, no bairro Agenor Martins de Carvalho, em Porto Velho. “Esse evento acontecerá todos os sábados, sempre no mesmo horário”, destaca Geomar.

Além do lazer, segundo a diretoria do Sinjur, a atividade visa encorajar as ações de prevenção ao sedentarismo, prevenindo doenças decorrentes da falta de exercício físico. “Junto a outras iniciativas, essa atividade deve reforçar a ações para promoção da qualidade de vida dos participantes”.

Geomar acrescenta que o Sinjur também busca parcerias para realização de campeonatos de futebol e promovendo inclusive a inclusão feminina nas atividades. “São atividades que ajudam para uma boa saúde física e psicológica e que devem refletir ainda com a redução o absenteísmo no Judiciário, assim como o adoecimento dos servidores”, afirma o diretor.