Poema em homenagem ao Dia dos Pais – servidor de Cacoal

0

Pai eu me tornei

 

Quem diria
que um dia
pai eu me tornaria

Era notório
visível
meu sorriso
minha satisfação

Assim pai eu me tornei

Quando soube
não cabia em meu peito
uma alegria sem jeito
lágrimas caíram ao chão

Você menina,
encantou meu coração
me fez cantor
de cantigas de ninar
minha princesa
no meu colo a embalar

Assim pai eu me tornei

Mas o tempo
esse foi esperto
não deu tempo
a interrupção

Quando soube
não cabia em meu peito
uma alegria sem jeito
o dobro de amor foi feito
duplicando meu coração

Vocês meninos
foram a contemplação
do amor em meu coração
tudo foi dobrado
até minha atenção

Assim pai eu me tornei

de um amor
triplicado
que cada dia
cresce um bocado
a minha satisfação

Assim pai eu me tornei

 

Rudhy Bohn

Mestre em Educação pela UNIR

Servidor do TJRO

Seção de núcleo da Coinf – Cacoal

Visite o Blog: http://rudhybohn.blogspot.com