Judiciário de Rondônia perde servidores e parentes para a covid-19

0

Rondônia enfrenta um horizonte nebuloso com tantas mortes causadas pelo coronavírus.

No boletim divulgado ontem 28, 970 novos casos da covid-19 e 25 mortes foram registrados nas últimas 24hs. E do início do ano para cá, 2.192 pessoas já perderam suas vidas em decorrência da infecção.

Há, inclusive, casos de famílias praticamente inteiras que foram devastadas pela pandemia e, todas, sequer, ao menos puderam se despedir de forma decente dos seus entes queridos. Para completar, ainda são obrigadas a enfrentar o luto reunindo qualquer força que sobrou para retornar a vida.

No âmbito do Poder Judiciário de Rondônia as baixas foram tantas e os familiares choram a ausência das pessoas que lhes eram tão caras, além de não poder conviver com a proximidade para um abraço amigo, ou um consolo.

Dentre os casos registrados, recentemente, a servidora Daniely Lucas Aragão Dantas, lotada na Comarca de Guajará Mirim, perdeu para a doença, seu marido Ronne Von Dantas da Trindade, de 43 anos de idade.

Já a servidora de Ariquemes, Ivone Polegatto, perdeu sua mãe, Adelaide Favaretto Polegatto de (86 anos).

Do servidor aposentado de Ariquemes José Aparecido Gomes, a doença levou sua mãe Espedita Antunes Gomes.

E na madrugada desta sexta feira, 29, o vírus ceifou a vida de Humberto Augusto Lopes, servidor ativo da Comarca de Guajará Mirim.

Em nome da diretoria do SINJUR, a presidente Gislaine Caldeira se irmana com a dor de todos, lamenta os passamentos e roga a Deus que essa tormenta passe logo.

Aproveita, para oferecer seu conforto, seu consolo, e o ombro amigo às famílias enlutadas.

Gislaine Caldeira
Presidente

 

Ronne Von Dantas da Trindade – Marido da Servidora Daniely Lucas Aragão Dantas

 

Humberto Augusto Lopes  – Servidor do Poder Judiciário em Guajará-Mirim.

 

Espedita Antunes Gomes – Mãe do servidor José Aparecido Gomes.