Judiciário apresenta talentos em Mostra Cultural no teatro estadual

0

 

Evento acontecerá nesta quinta e sexta-feira, 10 e 11 de novembro

 

Tudo pronto para dois dias de arte e solidariedade no Teatro Palácio das Artes, em Porto Velho. Começa no próximo dia 10 a II Mostra Cultural, um projeto do Tribunal de Justiça de Rondônia. Ao invés de processos e computadores, luz, microfones e música para mostrar que servidores e magistrados do Poder Judiciário estadual também mandam bem como atores, dançarinos e cantores.

 

A arte estará presente nos dois dias de mostra com as mais de 24 apresentações, entre exposições de poesias e fotografias, música, dança e performances teatrais. Em comum, além da vontade de contribuir para essa grande festa, os participantes têm o fato de não serem profissionais das artes, mas, como amadores, o amor aos passos sincronizados, aos acordes harmônicos ou aos cliques congeladores de momentos inesquecíveis, fazem das apresentações desses serventuários da justiça um espetáculo digno de um palácio.

 

Já a solidariedade está no público, que fará a doação de um quilo de alimento não perecível, exceto sal, em troca da entrada no evento, que começa no dia 10, a partir das 19h, e tem continuidade no dia 11, no mesmo local e horário. Todo o arrecadado será doado para instituições sociais.

 

O Coral Nosso Tom encerra a primeira noite da Mostra. O grupo é formado pelos servidores e pela magistrada da comarca de Santa Luzia D’Oeste e virá da cidade a mais de 500 quilômetros até a capital para cantar e encantar o público. Antes deles, músicas, dança e performances de teatro. No segundo dia, um novo espetáculo, com novas atrações.

 

A II Mostra Cultural Arte e Solidariedade é uma ação do Tribunal de Justiça de Rondônia, em parceria com a Emeron, Associação dos Funcionários do Poder Judiciário do Estado de Rondônia (Amigos), Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron) e Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Estado de Rondônia (Sinjur).

 

Cento e vinte produções artísticas foram inscritas nas categorias dança, música, performance, artes plásticas, poesia e fotografia. Durante duas semanas, a comissão julgadora, formada pelas servidoras do TJRO Ruti Carvalho e Vera Mazzarotto, e por uma equipe multidisciplinar da Fundação Cultural de Porto Velho (FUNCULTURAL), avaliou os trabalhos com base nos critérios criatividade, qualidade e linguagem universal.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional – TJRO