Greve no TJRO: Trabalhadores não se intimidam diante das manifestações da Administração

0

 

Em greve há três semanas, os trabalhadores do Poder Judiciário de Rondônia, ainda aguardam propostas da administração do Tribunal de Justiça. Para completar ainda mais a decepção e mesmo o descrédito da categoria com a atual Administração, as constantes manifestações do TJRO contra o direito de greve dos trabalhadores, demonstram cada vez mais que o órgão não entende e muito menos respeita que é direito dos trabalhadores lutarem por melhorias, não apenas salariais como também trabalhistas, situações que estão sendo buscadas pela classe.

 

É lamentável ver a postura que a Administração do órgão está adotando, diante de uma publicação no Diário da Justiça no último dia 28, onde ficam evidentes as determinações dos magistrados contra os trabalhadores, determinando inclusive que sejam feitos cortes na folha de ponto, ou seja, que os servidores recebam falta por estarem lutando por melhorias, um direito que é garantido constitucionalmente, entre outras determinações.

 

A categoria segue unida e não vai se intimidar diante das ameaças e prejuízos que o tribunal vem tentando fazer contra os trabalhadores. A luta é legal e está dentro do que é garantido e permitido por lei, em momento algum os servidores pensam em prejudicar a população, é necessário apenas que todos possam entender que a luta é justa e infelizmente foi necessário chegar a essa atitude, pois antes da decisão pela greve, muitas propostas foram levadas ao Judiciário, porém nenhuma resposta positiva foi dada.

 

Em todas as comarcas os trabalhadores estão unidos, a luta é coletiva e deve permanecer até que uma proposta positiva seja apresentada pelos gestores do Judiciário rondoniense, “vamos continuar lutando é necessário que todos estejam unidos, as reivindicações são legítimas e legais” afirma o presidente do SINJUR, Francisco Roque.

 

É importante que qualquer trabalhador que se sinta prejudicado ou mesmo perseguido em seu ambiente de trabalho, por ter aderido ao movimento procure a Diretoria do SINJUR, pois em nenhuma hipótese isso será permitido. A Assessoria Jurídica do sindicato está disponível para orientar e tomar todas as providências necessárias para assegurar os direitos dos servidores, principalmente nesse momento de greve. Todos devem ter a consciência de que estamos lutando por melhorias e isso é garantido pela constituição.

 

 

Diretoria de Imprensa e Comunicação