Em entrevista, Roque destaca harmonia entre Sinjur e TJRO

0

Na última segunda-feira (03/02), em entrevista no programa “A Voz do Povo”, na rádio Cultura FM 107,9, apresentado pelo radialista Francisco Matias, o presidente do Sinjur (entidade sindical que representa os servidores do Poder Judiciário do Estado), Francisco Roque, destacou a harmonia entre o sindicato e a Administração do Tribunal de Justiça e prestou esclarecimentos sobre o processo da greve, a transposição e a PEC-59, que tramita no Senado.

 

O sindicalista fez questão de esclarecer que a entidade sindical não busca conflitos com a Administração do TJRO, mas melhorias nas condições de trabalho e a garantia dos direitos dos trabalhadores daquele poder. “Para o trabalhador, não é fácil conquistar seus direitos e avançar em seus benefícios. É preciso lutar e não é diferente no Judiciário”, disse ele ao abrir a entrevista.

 

Francisco Roque reiterou seu compromisso com a categoria e elogiou a nova Administração do TJRO. “Nos últimos anos temos enfrentado duras batalhas pela defesa dos nossos servidores. Não tem sido fácil, mas é esse o nosso compromisso. A atual administração do Tribunal já se mostrou diferente, mais sensível aos problemas enfrentados pelo trabalhador, nada melhor do que isso. É com o trabalho dos servidores que a justiça se apresenta. Não nos interessa estarmos em conflito. Houve movimento grevista no ano passado em razão das inúmeras retaliações que existiam, como por exemplo, a falta da reposição salarial. A Administração atual tem buscado, com maior interesse, resolver as pendências”, destacou.

 

Sobre a PEC 59/13, Roque explicou que a luta continua para aprovação no Senado Federal. Reiterou o pedido que os servidores façam solicitações aos Senadores de Rondônia pedindo apoio na aprovação do projeto.

 

Em relação a transposição, Roque explica que, unido aos demais sindicatos que representam os trabalhadores dos demais poderes, o Sinjur tem mobilizado a bancada federal para, junto a comissão de transposição, buscar acelerar o processo com especificidade de lotação.

 

No que se refere ao desfecho dos dias de paralisação da greve, Roque explicou que está em negociação com a Presidência do Tribunal de Justiça para encontrar a melhor forma de resolver o problema, e a resolução dessa questão virá nos próximos dias.

 

 

 

Roque no estúdio da Rádio Cultura FM 107,9

 

 

 

 

Diretoria de Imprensa e Comunicação