Diretoria do SINJUR é recebida pelo Presidente do TJ e resolve pendências importantes para o servidor

0

A presidente do Sinjur, Gislaine Caldeira, o Diretor Administrativo Ricardo Paraízo (fora da foto), e o Diretor Financeiro, Rafael Ricci, foram recebidos na manhã desta quarta feira, 19, pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Paulo Kiyoshi Mori.

Na pauta, a quitação de passivos trabalhistas dos servidores aposentados e a defesa de outros pleitos comuns dos servidores da ativa.

O resultado da reunião foi o seguinte:
Sobre os 1202 pedidos de AQF (adicional de qualificação funcional), segundo o presidente, serão implementados por meio de folha suplementar, a partir de 1º de setembro, com previsão de pagamento, em sua totalidade até novembro.

O retroativo dos AQF’s – até o próximo mês poderá ser divulgado o cronograma para posterior quitação.

Quanto ao pagamento às licenças prêmios ficou decidido que se será feito assim: 1 mês a cada requerente, com início a partir de 1º setembro, 1º outubro e 1º de novembro, num total de 549 pedidos deferidos.

No que se refere aos resíduos dos servidores aposentados, a quitação total se dará nos três próximos meses, assim como os “DEAS” e a diferença do auxílio transporte de todas as Comarcas, o pagamento será feito nos mesmos moldes.

Sobre a jornada de 7 horas e o teletrabalho, em que a pese a anterior resistência do Desembargador presidente quanto à mudança de horário de expediente no TJ/RO, desta vez ele se pronunciou favorável a estes antigos pleitos, em razão do novo formato da estrutura funcional do Tribunal de Justiça.

E finalizou o encontro dando ciência de que o assunto está sob análise da Corregedoria.

Com estas conquistas, o Sinjur marca novos tentos em favor de seus sindicalizados.