Desembargador Valdeci Castellar toma posse no TJRO

0

Quase vinte e dois anos após ingressar na magistratura de Rondônia, Valdeci Castellar Citon foi empossado nesta segunda-feira, 25, no mais alto cargo dessa carreira. O novo desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia integra a partir de agora a 1ª Câmara Criminal do TJRO, após cerimônia de posse, simples e cheia de emoção, ocorrida no plenário do Tribunal, em Porto Velho. Castellar Citon prestou o compromisso junto aos pares e convidados, recebeu as credenciais das mãos do desembargador presidente, Roosevelt Queiroz, e tomou assento junto aos membros da Corte Estadual de Justiça.

 

Com a composição da corte e da Mesa de Honra, foi executado o Hino Nacional. Em seguida os desembargadores Eurico Montenegro, o mais antigo, e Isaías Fonseca, o que está há menos tempo no cargo, recepcionaram o novo integrante da Corte e o conduziram até o plenário. Após o compromisso de seguir, agora como desembargador, desempenhando suas funções, com lealdade e honradez, bem servindo à Justiça e à Constituição, o desembargador Valdeci Castellar foi agraciado com a medalha do Mérito Judiciário, honraria máxima do Judiciário Estadual. Além do presidente do TJRO, compuseram a mesa o secretário-chefe da Casa Civil, Marco Antônio de Farias, o presidente da Associação dos Magistrados, juiz Francisco Borges e os representantes da OAB e Mistério Público.

 

Boas vindas

As palavras de boas vindas foram prolatadas em discurso regimental pelo desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, que destacou os predicados do magistrado empossado; sua posse, na sexta turma de juízes da Justiça de Rondônia, em 1992; suas passagens pela judicatura em Alvorada do Oeste, Rolim de Moura e em Porto Velho e pela Justiça Eleitoral. Marcos Alaor fez citações e reflexões sobre o mister do magistrado, lembrando da dedicação e empenho com que Citon atuou, reunindo habilidades, sensibilidade, conhecimento e a coragem necessárias ao bom juiz. Em nome do Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil ainda se manifestaram o procurador Cláudio Silveira e o advogado Andrey Cavalcante, com palavras de abono ao trabalho jurisdicional do desembargador Valdeci Castellar.

 

Ele foi promovido ao cargo pelo critério de merecimento, na vaga aberta em decorrência da aposentadoria do desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes. Na linha sucessória dos desembargadores, Castellar ocupa o mesmo assento regimental (nº 6) que foi dos desembargadores Hélio Fonseca e Adilson Alencar, além, claro, de Sbarzi Guedes.

 

Emoção

Em suas palavras, o novo desembargador agradeceu a Deus e à família, em especial à esposa e às filhas, que prestigiaram a solenidade e o apoiaram nessa trajetória. Valdeci Castellar disse que a ascensão ao cargo para ele é uma honra, dada a qualidade desse colegiado de desembargadores que representam toda a Justiça de Rondônia. Lembrou dos valores que herdou dos pais, como a honestidade, o trabalho e o compromisso, dos quais se orgulha e compartilha no cotidiano judiciário. Econômico nas palavras e nas emoções, lembrou dos servidores e das equipes formadas nas unidades judiciais pelas quais passou, em especial ao Juizado da Infância e da Juventude e 2ª Vara Criminal da comarca de Porto Velho, da qual era titular até posse no TJRO.

 

Mineiro de Guaranésia, Valdeci Castellar formou-se em Direito pela Fundação Universidade Estadual de Londrina, foi aluno da Escola da Magistratura do Paraná e possui MBA em Poder Judiciário pela Fundação Getúlio Vargas. Ele foi aprovado no 6º Concurso da Magistratura do Estado de Rondônia. No Juizado da Infância e da Juventude participou de vários encontros, congressos e conferências e desenvolveu vários projetos, como “Desarme-se”, para o recolhimento de armas de fogo em troca de cestas básicas; e o “Gerar”, trabalho pela desmistificação e orientação sobre processo de adoção, acarretando a criação do 1º Grupo de Apoio à Adoção no âmbito da justiça no Brasil. Já na 2ª Vara Criminal desenvolveu, em parceria com o Detran, o projeto “Lei Seca – Não entre em choque com a Lei”, para a conscientização dos réus envolvidos em crimes de trânsito, em especial aqueles que respondem processos por dirigir sob efeito de bebida alcoolica.

 

Merecimento

Encerrando a cerimônia, o presidente do TJRO destacou os predicados ostentados pelos dez juízes de concorreram à vaga de desembargador. Segundo Roosevelt Queiroz, diante dos concorrentes, a missão não era a de julgar e sim de “reconhecer méritos”. Dirigindo-se ao novo desembargador, o presidente do TJRO parabenizou-o pela promoção e o definiu como um magistrado discreto e probo, que em muito contribuirá para o aperfeiçoamento da Justiça em busca da excelência no atendimento aos pleitos dos jurisdicionados.

 

A esposa de Castellar Citon foi agraciada com um buquê de rosas, entregue pela desembargadora Ivanira Feitosa Borges. A cerimônia foi encerrada com o Hino de Rondônia, seguida dos cumprimentos feitos pelos colegas e convidados ao novo integrante da Corte Estadual de Justiça.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Institucional do TJRO