Assembleia Legislativa suspende efeitos do Decreto Estadual 20.858/2016

0

Informação foi repassada ao presidente do Sinjur, Francisco Roque, pelo deputado Léo Moraes, que propôs a suspensão na Assembleia

 

Atendendo ao pleito do Sinjur e de vários outros sindicatos que representam os trabalhadores públicos do Estado, a Assembleia Legislativa de Rondônia aprovou o Decreto Legislativo N. 641, que suspende os efeitos do Decreto Estadual N. 20.858. A suspensão da medida foi comunicada ao presidente do Sinjur, Francisco Roque, pelo deputado Léo Moraes (PTB).

 

“Gostaria de informar a todos os colegas que sustamos o Decreto N. 20.858, por entender que era inconstitucional e que feria o direito dos servidores públicos do Estado”, disse o parlamentar em mensagem enviada a todas as lideranças sindicais. O Decreto Legislativo N. 641 foi publicado Diário Oficial eletrônico (ALE) N. 84 de 19 de maio de 2016.

 

O Decreto 20.858 estabelece no âmbito da administração pública estadual direta, autárquica e fundacional, normas e medidas complementares de racionalização do gasto público e dá outras providências.

 

Segundo o presidente do Sinjur, o ato é uma cópia do Projeto de Lei Complementar 257/2016 (PLC 257/16) de iniciativa da União e que está para ser votado em Brasília nos próximos dias.

 

Já que a pauta é economia, alguns líderes sindicais sugeriram cortes em cargos CDS (comissionados) e até redução de salários do próprio governador e de seu secretariado. O deputado Léo Moraes concorda com os sindicalistas e diz que a medida tem que ser mais bem estudada, acrescentando que já há um projeto no Legislativo, de autoria dele, orientando o Governo a reduzir cargos comissionados.

 

Entre os principais riscos presentes no decreto, Francisco Roque destaca o congelamento dos salários, a suspensão da venda das licenças prêmio, das férias em pecúnia e dos novos abonos de permanência no serviço.

 

 

 

Diretoria de Imprensa e Comunicação