89,22%: Sinjur envia ofício ao TJRO solicitando isonomia em relação a pagamento de pretéritos

0

O Presidente do Sinjur, Francisco Roque, protocolou ofício no Tribunal de Justiça solicitando ao Presidente do TJ que conceda tratamento isonômico para os servidores em relação ao pagamento da diferença salarial 89,22%.

 

No ofício é abordado o novo entendimento por parte da Administração do TJRO, que afirmou ter suspendido o pagamento em virtude da matéria está tramitando na justiça. Mas em recente decisão administrativa, a Administração do TJRO realizou pagamento aos magistrados em matéria que também está judicializada, que é o auxílio alimentação, que tem uma ação (ADI 4822) tramitando no Supremo Tribunal Federal.

 

“Em virtude desse novo entendimento da Administração é que solicitamos a isonomia na decisão por parte da Administração do TJRO, para que o trabalhador do Judiciário também seja beneficiado”, afirmou o Presidente do Sinjur, Francisco Roque.

 

Veja abaixo o ofício enviado:

 

Diretoria de Imprensa e Comunicação